Não vamos deixar esse tesouro ir para o fundo do mar

fotodolivro_Nilton_Souza

Lançamento do livro “Viva Saveiro”

| 8 Comentários

“VIVA SAVEIRO”: UM SONHO CONCRETIZADO

Via Santa Clara Comunicação:

A Associação Viva Saveiro já bateu o martelo quanto à data e local do lançamento do livro Viva Saveiro. Será no Yacht Clube da Bahia, dia 19 de novembro das 19h às 21h. Nessa noite, os saveiros Sombra da Lua e Mensageiro do Destino estarão ancorados em frente ao clube e abertos à visitação.
Há cinco anos a Associação Viva Saveiro foi fundada por um grupo bem diversificado mas que tinha algo em comum: a paixão por saveiros. Ao longo destes anos, a Viva Saveiro vem trabalhando incansavelmente na busca pela preservação das embarcações, que foram de fundamental importância para a vida econômica, cultural e social da Bahia, —mais particularmente no Recôncavo— até a primeira metade do século passado.

Sempre permeando suas ações com projetos culturais, a Associação comemora mais uma conquista com o lançamento do livro Viva Saveiro – Patrimônio Naval da Bahia. A publicação tem como ponto alto as belas imagens do fotógrafo Nilton Souza, com textos de Carlos Ribeiro e Pedro Bocca, presidente da Associação Viva Saveiro. O livro de arte com capa dura e 132 páginas, é uma publicação da Editora Solisluna e terá tiragem inicial de três mil exemplares.

“Parte dos exemplares será doada para escolas, bibliotecas e outras instituições culturais, e parte será vendida”, explica Bocca. O lote a ser vendido, cerca de 40% dos exemplares, será comercializado no varejo ao preço de R$ 120,00 através do site da Associação, www.vivasaveiro.org, do site da Editora Solisluna, www.solislunaeditora.com.br, e nas livrarias Saraiva e Cultura. “Mas estamos buscando empresas que tenham interesse em adquirir em quantidade para oferecer como brinde de fim de ano. Uma das empresas que já garantiu o seu lote é a EEP – Estaleiro Enseada do Paraguaçu”, anuncia o presidente.

Para viabilizar a publicação do livro, a Associação Viva Saveiro contou com o apoio do IPHAN, parceiro de primeira hora, que apoiou de forma decisiva a aprovação do projeto no MinC, via Lei Rouanet. Os patrocínios da Multiterminais, BNB, Consplan e EEP – Estaleiro Enseada do Paraguaçu também foram fundamentais para a concretização do projeto.

Lançamento do livro Viva Saveiro

dia 19 de novembro das 19h às 21h

Yacht Clube da Bahia

Av. Sete de Setembro, 3252, Ladeira da Barra
Barra, Salvador – BA

8 Comments

  1. Farei o possivel para comparecer!

  2. Onde posso adquirir um exemplar desta obra?
    aguardo resposta
    obrigado

  3. Gostei muito de rever essas fotos lindas que fazem parte de minha infância, porém, tenho uma colocação muito importante para fazer: não vi, nem ouvir, na reportagem sobre o lançamento do livro, falar do Povoado de Maragogipinho uma terrinha linda e aconchegante situada a 11 km de Nazaré das Farinhas, essa pequena cidade era parada obrigatória de saveiros pois lá e não só em Nagé, existem mais de 250 olarias com centenas de artesoes que fabricam mais de 1000 tipos diferentes de artesanatos, e como é abençoado com uma perna do rio Jaguaripe tornou-se parada muito importante para os saveiros que viam de abastecer-se de artesanato com destinos a Cachoeira, são joaquim, ilheus etc.

  4. Prezados Agildo e demais companheiros da Associação Viva Saveiro

    Parabéns pelo sonho realizado, é muito fácil sonhar mas concretizar o sonho, exige fé de que ‘é possível’, persistência, cooperação, determinação, entusiasmo, conhecimento, superação e acima de tudo, ânimo misturado com muita alegria e amor.
    Parabéns a todos.
    Lucia Helena
    .

  5. Viva Saveiro

    Prezado Andres, conforme publicamos agora em nosso site, o livro já se encontra disponível para venda no Pouso da Palavra – Praça da Aclamação, 8, Cachoeira – BA
    Em breve compartilharemos mais links para compra nas livrarias e outros pontos de venda.
    Caso seja de seu interesse enquanto não disponibilizamos todos os pontos de venda podemos receber pedidos através do email info@vivasaveiro.org
    Agradecemos sua compreensão.

  6. Viva Saveiro

    Prezado Wellington,
    Conhecemos e adoramos Maragogipinho.
    Este povoado faz parte da história e tradições da Bahia, como o grande produtor das nossas cerâmicas e caxixis.
    Desde sempre os saveiros descem o Jaguaripe, a contra costa e atravessam a Baía de Todos os Santos, aportando em Água de Meninos, ou Feira de São Joaquim, com a tradicional carga de cerâmica. Foram muitas outras feiras, mas hoje só temos São Joaquim. É a resistência.
    Os saveiros Sombra da Lua e É da Vida ainda fazem uma viagem semanal abastecendo a feira, que por sua vez abastece Salvador e Recôncavo.
    Este é o único, o último frete dos saveiros, que o progresso não conseguiu “roubar”!! Eles são absolutamente mais eficientes que os caminhões!!
    Em nosso livro, falamos um pouco desta saga.
    Nas páginas 76, 77, 78, 79, 80 e 81 registramos a atividade do saveiro no transporte da cerâmica, inclusive, na página dupla 78/79 temos uma linda foto do saveiro É da Vida no cais de Maragogipinho, sendo carregado com as cerâmicas.
    Muito grato por seu comentário, e juntos, NÃO VAMOS DEIXAR ESTE TESOURO IR PARA O FUNDO DO MAR.
    Forte Abraço.

  7. estamos formatando um circuito náutico saindo do Reconavo ,faz pate das ações estratégica do Roteiro das Cidades Histórica do Recôncavo,que será apresentado para a copa 2014 .
    gostaríamos de obter informações !
    ATC
    Rosa penzza
    skype ;rosinha4337
    73-88854483

  8. Comprei o livro Viva Saveiros e li numa sentada, pelo entusiasmo que sinto pelo assunto, neto que sou de Francisco Rodrigues Vasconcelos, conhecido como “Zinga”, que por anos ganhou a vida com saveiros (“Adamastor” e “Jaguarari”), transportando cal da ilha de Maria Guarda para Salvador. Este falecido em 1992 aos 101 anos.
    Aproveito para informar que no carnaval fiz uma pesquisa com 02 mestres ainda vivos no município de Aratuipe, que tem como distrito Maragogipinho e apurei que naquela localidade, onde cresci e alcancei alguns desses saveiros, chegou a possuir 24 saveiros na época áurea. Vou aqui descrever seus nomes e proprietários:
    SAVEIROS PROPRIETÁRIOS
    Capixaba Antonio Viana
    Não Errei Juvenal
    Na Raça Dega
    A Sebosa Ailton
    É da Vida (com fotografia no livro) Bonfim Lago
    Sonho Dourado Bonfim Lago
    Lua Nova Dino Grande
    Vento do Leste * Manoel Risada
    Bahia * Aloisio Lima
    Correio do Oceano * Antonio Crispim dos Santos
    Iraque * Del de Ilário
    Todo Rachado Mandinho
    Obs. Clarindo Barreto, Rico, Barba Dura, Gagá, e Elisio Cardoso (Dedé) completam a lista de donos de saveiros, cujas embarcações ainda irei descobrir os nomes.
    Obs 2 – Tem uma fotografia no livro, preto e branca, em Água de Meninos, com o saveiro por nome Bahia, que consta da relação acima;
    Obs 3 – Os mestres com * ainda se encontram vivos e morando no Município.
    Por fim, gostaria de ver incluído numa próxima edição a referência ao Município de Aratuípe, que foi um importante porto do comércio do recôncavo, perdendo importância com a chegada da estrada de ferro em Nazaré das Farinhas, onde dista a 4km.

Comente!

Campos requeridos estão marcados *.


Associação Viva Saveiro
info@vivasaveiro.org

siga a Viva Saveiro