Não vamos deixar esse tesouro ir para o fundo do mar

Saveiro Sombra da Lua – restauração

(2006-2007)

Em meados de 2006, Mestre Bartô,  impossibilitado de tirar seu sustento, pagar a tripulação e ainda fazer a manutenção do barco, não teve outra opção: vender ou deixar afundar o saveiro como já ocorrera com centenas de outros ao longo das últimas décadas. O Sombra da Lua, apodrecido, calafetação deficiente e “fazendo água” seria encostado na maré aguardando um milagre que não viria.

Um grupo de amigos, apaixonados pelo Sombra da Lua e amigos de Mestre Bartô, decidiu adotar o último saveiro que ainda ancorava na rampa do Mercado Modelo; para que o barco continuasse vivo, mantendo acesa a memória de antigos saveiros desaparecidos, hoje existentes apenas nos livros de Jorge Amado, quadros de Carybé ou fotografias de Pierre Verger.

Em 2006 a restauração do saveiro Sombra da Lua custou a seus patronos o valor de aproximadamente R$ 26.000,00, incluindo calafate e pintura.

Quatro meses depois, renovado de popa a proa, o Sombra da Lua, alegre e festivo, partiu do estaleiro de Mestre Dego; barco e mestre com a mesma idade: mais de 80 anos.   De volta ao serviço na Baía de Todos os Santos: nossa primeira vitória.

Esta etapa abriu nossos horizontes e deixou claro nossa missão: partir para a recuperação dos saveiros, da maneira que pudéssemos, buscando novas alternativas para esta ação: grupo de padrinhos, parceria com os mestres que já tivessem as madeiras e apoio de entidades preservacionistas.

Associação Viva Saveiro
info@vivasaveiro.org

siga a Viva Saveiro